Veja como o Google quer popularizar a IA entre empresas

O mercado de inteligência artificial (IA) ganhou força nos últimos anos por causa do desenvolvimento da tecnologia. Em 2035, os recursos permitirão que as empresas faturem até 38% a mais, somente com o seu uso direcionado.

Para facilitar a democratização de acesso e garantir a expansão adequada, o gigante Google tem concluído investimentos diversos. Diante de alguns anúncios, dá para esperar a melhoria na capacidade de desenvolver novas ferramentas e soluções.

Para entender como isso acontecerá, veja o que o Google tem realizado para popularizar IA entre os empreendimentos de hoje em dia.

A importância do direcionamento

A empresa do Vale do Silício não tem realizado investimentos sem propósito. A maior preocupação é que, com a popularização do serviço, a inteligência artificial possa ser usada da forma incorreta.

Ela poderia ser aplicada para gerar ataques, criar montagens muito realistas ou até controlar carros autônomos. Como a maioria dos desenvolvedores não é cientista de dados, o negócio espera oferecer um direcionamento correto.

A ideia principal é demonstrar que o processo de machine learning precisa ser visualizado e controlado com as ferramentas certas. Assim, dá para garantir que o recurso seja explorado ao máximo, mas do jeito certo.

As novidades anunciadas

Para facilitar a abordagem de empresas do ramo, o empreendimento anunciou alguns lançamentos. As ferramentas trazem o que existe de mais moderno na pesquisa e no desenvolvimento, então, os estabelecimentos podem se beneficiar. A seguir, veja quais são os pontos principais.

AI Hub

Essa nova alternativa serve como uma espécie de depósito ou destino único para todo o conteúdo consolidado pelo machine learning. Ele é integrado ao Google Cloud, assim como os outros, e garante os recursos de IA disponibilizados pela na nuvem.

Ao mesmo tempo, dispõe de um ambiente específico para que gestores ou proprietários compartilhem os arquivos de aprendizado de forma limitada e direcionada.

Kubeflow Pipelines

Uma espécie de “caixa de ferramentas”, o recurso permite criar fluxos de trabalho no Kubernetes, outra abordagem usada para desenvolver aplicações de vários tipos.

É um elemento de código aberto e cria um ambiente simples e eficiente, que cobre o processo de ponta-a-ponta. Com características híbridas, oferece segurança e versatilidade para o desenvolvimento.

API Cloud Video

O recurso API Cloud Video já existe, mas a tendência é que passe por novas melhorias. Graças às modificações, a ferramenta poderá captar textos em vídeos em mais de 50 idiomas. Isso promete facilitar a busca por certos conteúdos, além de automatizar algumas etapas.

A AI como ferramenta social

Além de pensar no desenvolvimento para empresas em geral, o gigante do Silício também tem buscado modos de transformar essa ferramenta em algo ainda mais proveitoso para a sociedade. Seguindo a atuação de concorrentes, como a Microsoft e a Amazon, o Google promete investir em realizações sociais e humanitárias que utilizarem a inteligência artificial.

A promessa é de oferecer de 20 a 25 milhões em investimentos, de modo que os projetos possam se consolidar com ajuda da tecnologia. A expectativa, portanto, é garantir uma melhoria no desempenho do uso da ferramenta.

Com ações consistentes, o Google pretende popularizar a aplicação de IA entre empresas de forma contínua. Nos próximos anos, as iniciativas prometem trazer resultados ainda melhores.

Não quer ficar de fora das novidades de tecnologia e dos empreendimentos? Curta a nossa página no Facebook e se mantenha atualizado!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *