Sua ideia tem potencial? Saiba mais sobre o conceito de Fail Fast!

No universo corporativo, é preciso agir com velocidade. Se a sua ideia tem mesmo potencial, então é hora de colocá-la em prática e testá-la o quanto antes: lembre-se de que uma empresa que caminha devagar, não costuma ganhar uma corrida. Outra providência fundamental é se manter sempre um passo à frente dos concorrentes e, mais uma vez, você precisa ser rápido.

Mas, mesmo com consciência a respeito disso, ainda assim é comum ver que muitas empresas demoram muito tempo para tomar uma decisão importante. Com isso, boa parte delas pode se colocar a caminho do fracasso. Parece algo pesado a se afirmar, mas quanto menos agilidade se aplica para decidir um modelo de negócio ou táticas de vendas, por exemplo, maior pode ser a queda a longo prazo.

Entra em cena, então, o conceito de Fail Fast. A metodologia move o Vale do Silício e pode fazer parte da sua jornada empreendedora desde já. Continue a leitura para aprender sobre ela, suas vantagens e a essência que a transformou em uma proposta tão popular!

Como esse conceito funciona lá fora?

Não é simples explicar por que o Vale do Silício é um dos maiores polos de tecnologia, inovação e empreendedorismo do mundo. Afinal, existem diversas explicações interessantes para essa questão. Mas uma das mais interessantes é: o diferencial da região não está no capital humano e sim em toda a sua capacidade de investimento.

A segurança jurídica permeia o Vale do Silício e, por este motivo, as empresas de toda a região têm em mãos mais dinheiro que outros concorrentes espalhados pelo mundo. Com esse fácil acesso, é possível pagar os melhores profissionais sempre. E com tantas possibilidades ao alcance, é muito mais fácil fazer com que as vendas possam alavancar.

Pense como exemplo no Uber e em como a organização se expandiu rapidamente. Faz sentido, não faz? Mas então, como alinhar seu próprio negócio com a pressa e a falta de dinheiro, uma realidade totalmente frequente no mercado brasileiro? O Fail Fast é a resposta.

O que significa Fail Fast?

Ao abrir um negócio próprio, há sempre uma pressão para não falhar. Afinal, na concepção geral, isso é uma coisa muito ruim. Mas na modelagem de negócios atual, Fail Fast – ou “falhar rápido”, em português, na verdade significa aprender e evoluir. Alcançar o fracasso rapidamente e gastar poucos recursos nesse processo é uma maneira de encontrar soluções adequadas e eficientes com mais agilidade. Falhe rápido e obtenha sucesso mais rápido ainda.

A metodologia defende que essa ação ajuda a economizar também a dedicação aplicada para fazer uma ideia tomar forma, além de realizar passar por testes baratos em diferentes práticas e incentivar que o empreendedor esteja sempre em campo. E, principalmente, como fazer todas essas coisas sem para pensar duas vezes. É essa pressa que confirma se a sua organização tem chances de escalar rápido ou não: a mesma pressa que as startups do Vale do Silício têm.

Esse é exatamente o diferencial com o qual elas trabalham, inclusive. Empresas que mantêm uma comunicação lenta e processos rígidos sempre enfrentam dificuldades para inovar. Muitas vezes, devido a esse fator, elas optam por montar uma área de inovação fora de sua estrutura física para que suas ações arrastadas não afetem essa particularidade.

No que se deve prestar atenção ao aplicar o Fail Fast?

Para que o Fail Fast dê certo, é preciso prestar atenção em alguns fatores importantes. Em primeiro lugar está a transmissão de valor. É comum encontrar startups que não conseguem produzir um bom conteúdo, na pressa de se lançar. Mas não se esqueça de que quem deve entender o valor de seu produto ou serviço não é você e sim o consumidor. Por isso, essa comunicação deve ter uma abordagem específica sobre isso.

A seguir vem a experiência de usuário. Ainda que a comunicação estabelecida com o público seja satisfatória, a empresa precisa entregar tudo o que prometeu, sem deixar de cumprir prazos e acordos. Seu negócio só será validado na medida em que houver compras recorrentes, então leve esse ponto a série. Um usuário que não tem a experiência prometida gera efeito negativo e faz com que você tenha que gastar mais em publicidade e pesquisas, sendo que a premissa do Fail Fast é justamente evitar esse desperdício.

Por último, não se esqueça de que por mais certa que a sua ideia esteja, você precisa da satisfação de seus clientes para validá-la. Mas isso não significa conseguir apenas o índice mínimo desse quesito: é essencial atender todas as exigências básicas para evitar gerar experiências frustrantes que possam atrasar totalmente seus planos. No mais, não há tempo para sentir insegurança: aqui, a situação pede que você mire e atire, seja para errar ou acertar de primeira.

E vale a pena ter pressa?

A única etapa de um negócio em que o Fail Fast não se aplica é quando se trata da escalabilidade de um produto. Em um exemplo prático, não compensa comercializar um software aos montes sem mesmo ter certeza de que ele conseguirá receber um tráfego intenso. Portanto, é fundamental analisar bem esse ponto crítico, pois se o produto não aguentar, a empresa dificilmente poderá reparar o erro.

De qualquer forma, é importante ter em mente que a concorrência tem pressa e seus colaboradores mais significativos também. Se você não tiver e não investir nesse conceito, sua ideia provavelmente ficará para trás. Em um mercado tão otimizado e de ações intensas, não há espaço para companhias acomodadas e despreocupadas. A ordem é mesmo andar rápido.

Hoje, para ajudar nesse avanço, existem diversas ferramentas e técnicas que auxiliam a transformação de um trabalho de um mês em apenas uma semana. É interessante também fazer um investimento mais intenso e estudar fora, ou passar um tempo em uma imersão no Vale do Silício para entender de verdade como isso acontece.

E então, o que você pensa a respeito do Fail Fast? Considera arriscado ou eficaz? Acha que funcionaria bem na realidade de seu futuro negócio ou para impulsionar sua mais nova ideia? Deixe um comentário abaixo com a sua opinião!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *