Seja o líder que as pessoas querem!

Líderes conscientes — aqueles que sabem de si mesmos, dos outros e sobre o que acontece no ambiente corporativo — melhoram significativamente o desempenho de suas organizações. Contudo, nem todos os liderados consideram que seus superiores demonstram esse tipo de comportamento. E, para mudar essa realidade, há muito trabalho para se fazer: o que isso significa dentro das grandes empresas e quais são as vantagens de uma liderança mais consciente?

É comum encontrar líderes políticos e chefes de Estado que demonstram esse tipo de perfil. Eles geralmente desafiam determinações oficiais, compartilham detalhes e estratégias com colegas e reconhecem que a postura de outros líderes também é admirável, mesmo que não seja compatível com os valores básicos da nação que administra. Porém, ainda assim pode ser difícil para colaboradores enxergarem essas ações dentro da empresa em que trabalham.

Como você pode se transformar nesse âmbito profissional tão importante? Seja o líder que as pessoas querem. Parece simples, mas esse é um processo bastante minucioso e que deve ser feito com atenção. Para ajudar você nessa missão delicada, este artigo apresenta algumas lições muito importantes. Confira!

Lição de Liderança nº 1: Valorize sua equipe

Como empreendedores, frequentemente representamos nossa organização. Nos encontramos em locais públicos onde perguntas são feitas e as circunstâncias podem mudar rapidamente. Quão preparados estamos para a variedade de coisas que podem acontecer e como responderemos? É fundamental entender seu papel ao falar publicamente, ao lidar com pessoas totalmente diferentes de você e ter referências que sejam inabaláveis ​​mesmo sob pressão.

Um dos mais importantes destes pontos de suporte é apoiar a sua equipe e valorizar o seu trabalho de maneira indiscutível e inequívoca, especialmente na frente de um público. Demonstre que você confia inteiramente naquilo que ela faz e que ela corresponde totalmente às suas expectativas. Essa atitude reforça a sensação de união, passa mais motivação para seus colegas e faz com que eles tenham dediquem mais esforços a seus projetos. Tudo isso reflete lá na frente, nos objetivos e nas metas alcançadas pela empresa.

Lição de Liderança nº 2: Comunique sua visão

Embora as coisas possam mudar rapidamente, e nem sempre essas transformações sejam convenientes, é essencial compartilhar informações para que as partes interessadas entendam aonde você quer chegar e qual será o papel delas para que isso aconteça. Muitas vezes optamos por uma mentalidade de necessidade de saber, ou confiamos em sistemas existentes e inadequados para disseminar informação, na esperança de que os outros passem adiante as principais conclusões.

E, somente lá na frente, quando as falhas são identificadas, é que percebemos que a mensagem não foi repassada da maneira adequada. Como empreendedor, entender o que é comunicado, compartilhar o que é importante e saber como fazer isso da melhor maneira possível, talvez seja mesmo a maior parte do seu trabalho — e a mais importante. Simplesmente não é algo que você pode errar e ainda ser bem-sucedido, portanto tenha atenção a seus movimentos.

Lição de Liderança nº 3: Escolha seu pessoal com cuidado

Com muito trabalho e coragem — e talvez um pouco de sorte – o sucesso virá em sua direção. Quando isso acontecer, você precisará de mais pessoas. Eles podem ser funcionários. Eles podem ser fornecedores. Eles podem ser parceiros. E até mesmo investidores. Mas escolher cada pessoa que se une à sua equipe ou se torna parte de seu ecossistema exige muito cuidado. Afinal, cada ação diz muito sobre a organização que você pretende criar.

As pessoas que você traz a bordo compartilham os valores de sua organização? Elas são admiradas e bem-sucedidas em seus campos? Quão capazes elas são para apoiar sua missão? Aqueles a quem você se associa também demonstram quem você é. Lembre-se de que seus colaboradores estarão sempre observando que você recruta e se esforçando para entender como essas pessoas se encaixam na realidade do negócio. A resposta essas questões deve ser óbvia — ou deixada bem clara — para todos.

Lição de Liderança nº 4: Trabalhe as características de um líder consciente

Para ter um bom resultado em sua transformação como líder, é importante desenvolver e trabalhar algumas características importantes. Para começar, lembre-se de que líderes conscientes estão sempre comprometidos com seu autoconhecimento. Portanto, tire um tempo para olhar para si, avaliar suas expectativas e reconhecer seus defeitos e qualidades. Dessa forma, você conseguirá agir sempre com verdade diante de seus colaboradores.

Faça o que você ama. Mostre entusiasmo, paixão e comprometimento para quem está ao seu redor. Desfrutar de sua profissão é uma maneira de inspirar e de servir como exemplo. Através dessas ações, é possível liderar com total naturalidade, mostrar autoridade sem austeridade e conquistar muitos seguidores. Também procure ampliar sua visão: um líder consciente sabe que caminho seguir e essa convicção traz mais segurança para combater obstáculos e ganhar mais apoio.

Procure também cultivar usa inteligência emocional. Já que você precisa se relacionar com tantas pessoas, é importante mostrar empatia e respeito a todos. Por fim, tente desenvolver ao máximo o potencial de quem está ao seu redor. Conhecimento empodera pessoas, descobre talentos e agrega valor a qualquer ambiente corporativo. Estimule sempre novos talentos e valorize a criatividade e o empenho que são colocados nas atividades diárias.

A essência da liderança consciente não é aprendida em nenhum curso ou universidade, embora isso possa ajudar você a se desenvolver melhor. Ela é resultado de nosso posicionamento como empreendedores, é claro, mas também como seres humanos. A transformação pessoal deve acontecer, para que a transformação profissional também desabroche. Liberte-se de medos inconscientes e fique firme em sua tão estimada posição.

Essas são apenas algumas maneiras de se tornar um líder consciente. E sim, esse processo não é fácil e o caminho é repleto de desafios. A solução está em nos esforçar para entender a nós mesmos, prestando atenção às perspectivas dos outros e desenvolvendo uma apreciação pelo mundo ao nosso redor. Com esse foco, podemos ajudar a reduzir a turbulência em nossas vidas diárias e nas vidas daqueles com quem trabalhamos.

E você, considera seu perfil como o de um líder consciente? Acha que precisa mudar alguma coisa para se adaptar a esse conceito? Como é o seu comportamento diante de sua equipe? Dê a sua opinião aqui no blog.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *