As 11 maiores aquisições do Google

Desde a sua primeira grande aquisição, em 2006, o Google continuou a expandir a sua cartela de serviços e de funcionalidades. Para isso, contou — e ainda conta — com a incorporação de diversas empresas que se destacam.

Ao longo dos anos, algumas merecem atenção extra, principalmente pelo valor e, também, pelo impacto gerado. Quer conhecer as 10 maiores aquisições do Google? Continue a leitura e descubra!

1. Motorola Mobility

Foi em 2012 que o Google pagou 12,5 bilhões de dólares em sua maior aquisição até o momento. A compra do Motorola Mobility foi pensada no Android: com a obtenção de várias patentes, o ecossistema do sistema operacional ganha um reforço graças à capacidade de produção.

2. Nest Labs

Ocorrida em 2014, a transação envolveu a cifra de 3,2 bilhões de dólares. O interesse do Google no Nest Labs foi para marcar sua entrada no espaço de internet das coisas (IoT). O serviço traz automação de termostatos e detectores de fumaça, o que permite que o gigante tenha uma atuação cada vez mais doméstica.

3. DoubleClick

Acontecida em 2007, a compra do DoubleClick foi fechada por 3,1 bilhões de dólares. O gigante do Vale do Silício tinha o objetivo de complementar seus serviços de anúncios online e se tornou um dos pontos de virada para garantir o lucro da companhia nesse sentido.

4. Youtube

Primeira grande aquisição da empresa, o Youtube foi comprado por 1,7 bilhão de dólares. Inicialmente, a plataforma era apenas uma promessa com 100 funcionários. Hoje, é parte fundamental da mudança de comportamento na internet.

5. Waze

O processo aconteceu em 2013 por 1,5 bilhão de dólares. O Waze era apenas uma startup de Israel que usava o mapeamento para gerar dados sociais de tráfego. Com a incorporação ao Google Maps, a ferramenta se tornou ainda mais popular e funcional.

6. HTC — Pixel Smartphone Division

Novamente pensando no Android, o Google fechou negócio com a HTC em 2017 por 1,1 bilhão de dólares. Como a companhia é voltada para o hardware de celulares, a compra foi feita com o objetivo de tornar os aparelhos com Android ainda mais competitivos.

7. AdMob

Vendida em 2009 por 750 milhões de dólares, a AdMob é uma companhia voltada para os anúncios mobile. O processo aconteceu porque o Google previu, corretamente, a explosão do uso do mobile e de suas ferramentas de anúncios.

8. ITA Software

O ITA Software foi transferido para o gigante por 700 milhões de dólares, em 2011. Trata-se de um provedor de TI no ramo aéreo. Como dá para imaginar, o principal interesse era melhorar o mecanismo de busca do Google Flights.

9. DeepMind

Voltada para o deep learning, a DeepMind foi comprada em 2014, por 650 milhões. Foi a primeira aquisição significativa em relação ao setor, de modo a fortalecer as bases da empresa para o desenvolvimento.

10. Postini

Posicionada entre as primeiras grandes aquisições, ocorreu em 2007 por 625 milhões de dólares. A startup, à época, era voltada para segurança de comunicação e compliance. Assim, os recursos puderam ser utilizados para melhorar a proteção dos aplicativos — como já era usado no Gmail.

11. Apigee

Realizado em 2016, o processo custou 625 milhões de dólares. O negócio foi fechado por se tratar de uma fornecedora de APIs, o que viabiliza a expansão dos serviços empresariais e na nuvem.

Desde a compra do Youtube, destacadamente, as maiores aquisições do Google aconteceram com a busca na melhoria e na inovação. Para os próximos anos, dá para esperar novos negócios fechados à procura do máximo aproveitamento de mercado.

Gostou de ficar por dentro de tantas ótimas informações? Compartilhe este texto nas suas redes sociais e deixe os seus contatos tão informados quanto você.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *