5 curiosidades sobre o modelo Israelense de inovação

Com uma população de 8,5 milhões de pessoas, Israel tem milhares de startups e atrai mais capital de risco por pessoa do que qualquer outro local do mundo. Por este motivo, o país merece receber um olhar mais atento sobre seu cenário. Hoje, seu ecossistema move o empreendedorismo de forma exclusiva e serve como inspiração para quem deseja começar um negócio ou mesmo começar a investir.

Por este motivo, a nação já deixou de ser considerada como iniciante e hoje é berço para novas ideias. De lá, saem os mais diversos projetos com reconhecimento internacional. Com certeza você mesmo já está com alguns deles em uso e nem mesmo sabe que sua origem, na verdade, é israelense. Como é o caso do primeiro celular, que nasceu das instalações da Motorola localizada na região.

Para ter uma noção mais ampla de tudo o que acontece por lá, nada melhor do que apostar em uma visita de imersão. Mas, se isso não for possível por enquanto, esse artigo com 5 curiosidades sobre Israel mostra um pouquinho mais sobre o país. Continue a leitura e saiba mais!

1. Israel está entre as nações mais inovadoras do mundo

Uma das mais importantes curiosidades sobre Israel é que a nação está entre as mais inovadoras de todo o mundo. De acordo com o Global Competitiveness Report 2016-2017 do Fórum Econômico Mundial, ela ocupa a segunda posição na classificação, que engloba 12 categorias especiais. As que mais se destacam são: inovação, prontidão tecnológica, sofisticação empresarial e ensino superior.

Embora seja um país novo e de território pequeno, esse status foi alcançado devido ao grande investimento realizado em instituições de ensino de ponta e startups. Quem passa alguns dias por lá, tem a oportunidade de ver essa realidade de perto e constatar os avanços. Através desse tipo de incentivo, suas inovações e invenções ganham mais espaço no mundo a cada dia que passa. O investimento em Pesquisa e Desenvolvimento também é alto e tem grande papel nesse resultado.

2. No que se trata de competitividade, o país também sai na frente

O Fórum Econômico Mundial também examinou 138 nações para identificar como elas se posicionam quando o assunto é competitividade. Nesse quesito, Israel ocupa a 24ª posição, mas há alguns anos, estava três posições abaixo. Esse avanço aconteceu devido ao acúmulo de forças nas áreas de inovação, disponibilidade de capital de risco, gastos com pesquisa e desenvolvimento e colaboração entre universidade e indústria.

Essa classificação mais alta também representa o contínuo crescimento de Israel, que contrasta totalmente com quase todos os outros países da região. Ainda que a maioria deles importe petróleo e ganhe bastante com isso, a estagnação de competitividade é grande, já que não há desenvolvimento voltado para inovação. Hoje, o país sai na frente desse quesito porque também inova em seu posicionamento econômico e consegue manter suas atividades sólidas e em pleno exercício.

3. Por lá existe o maior número de startups per capita do mundo

Uma das curiosidades sobre Israel mais impressionantes é o fato de que o país exibe o maior número de startups per capita do mundo. São cerca de 2.000 startups fundadas apenas na última década, 3.000 outras startups já bem estabelecidas no mercado e ainda uma gama extensa de empresas de pequeno e médio porte que investem em alta tecnologia.

Além disso, o país abriga 30 grandes empresas em constante crescimento, 50 grandes empresas focadas somente em tecnologia e mais de 300 centros de pesquisa e desenvolvimento dentro de multinacionais. Essas informações foram confirmadas por um relatório divulgado recentemente pelo núcleo de Autoridade de Inovação de Israel. Surpreendente, não é mesmo?

4. A formação universitária da população é altíssima

É isso mesmo: na cotação de número de adultos que trazem a formação universitária, Israel ocupa o 2º lugar no ranking mundial. Em uma comparação para visualizar melhor esse resultado, o Brasil chega bem atrás, em 100º lugar, com apenas 15% da população inclusa nessa mensuração. Vale ressaltar que o investimento público em educação de ambos os países é o mesmo, aproximadamente 5,7% do PIB.

Com isso, o país também apresenta o maior número de publicações científicas per capital. São 109 publicações por cada mil pessoas. Não é à toa que ele se destaca tanto quando o assunto é inovação, já que a comunidade universitária incentiva amplamente a criatividade e a informação. Até mesmo cidadãos que pertencem a minorias étnicas estão inclusos nessa porcentagem e se dedicam a diversos tipos de atividades voltadas para investigação científica e tecnológica.

5. As inovações de destaque da região envolvem várias áreas

Entre as curiosidades sobre Israel mais interessantes está também o fato de que suas inovações de destaque envolvem muitas áreas de conhecimento e atuação. Como exemplo, temos a Biotecnologia, que trouxe o “nanowire”, um fio que conduz eletricidade e é feito de partículas quase invisíveis de prata, e o menor dispositivo biológico de computação já construído no mundo.

Na Física, temos a descoberta do “Efeito Aharonov-Bohm” e o desenvolvimento de um sistema que grava movimento em papel, hoje muito utilizado na dança, na fisioterapia, e até mesmo para conseguir um diagnóstico preciso par ao autismo. E isso é só um pouco do que realmente é feito no país. Devido a tantas descobertas, 10 cidadãos do país já foram premiados com o Nobel ligado à ciência: alguns de ascendência judaica e outros nascidos em outros países, mas naturalizados como israelenses.

Por este motivo, Israel é número 1 entre 60 das principais economias do mundo no que diz respeito a habilidades tecnológicas e científicas. Essa constatação está de acordo com o Índice Global de Dinamismo (GDI) anual.

Segundo o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, o país “é uma nação que santifica a inovação. Nós alcançamos grandes alturas, mas não podemos parar agora; queremos continuar subindo.” Ou seja, ainda podemos esperar muitos feitos e realizações provenientes dessa parte do mundo.

Gostou de saber sobre todas essas curiosidades sobre Israel? Esse é mesmo um país incrível, especialmente para quem está de olho nas últimas tendências de tecnologia e inovação. E, se você sabe de mais algum detalhe que poderia estar nessa lista, não deixe de compartilhar aqui embaixo, nos comentários!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *